Como proteger as vendas do seu negócio durante a crise do coronavírus

A economia de todo o país ficou de pernas para o ar com a chegada da pandemia provocada pelo novo coronavírus. Com as medidas adotadas, como o isolamento social e o fechamento do comércio, quem mais sofre com a situação são os donos de pequenos negócios, que tiveram seu faturamento prejudicados, sem gerar receita para pagar funcionários e despesas.

Com a crise do coronavírus, a internet tem se mostrado uma grande aliada para muitas empresas. Listamos duas dicas para você continuar vendendo seus produtos ou serviços pela web. Confira.

1. FAÇA VENDAS DISFARÇADAS

Não, eu realmente não estou falando de fazer vendas clandestinas. Aqui o ponto é: seja tão amigo do seu cliente para que ele tenha tanta confiança em você quanto ele tem nas pessoas mais próximas a ele. Quando o cliente confia em uma marca, muitas vezes ele não avaliará somente o preço do seu produto/serviço. O que mais conta para ele é a confiabilidade.

É bem provável que, pelos próximos meses, a curva de fechamento de uma venda dure um tempo maior em média se relacionarmos aos tempos “sem crise”. Mas, se levarmos em consideração a iminente recessão que viveremos e que vender vai ser ainda mais concorrido, precisamos nos relacionar com o público ao ponto dele não ter outra empresa na cabeça a não ser a sua para comprar.

Portanto, continue mostrando em situações cotidianas, em forma de tutorial, em forma de vídeos educativos, as vantagens dos seus produtos/serviços e como eles podem ajudá-lo na realização de uma tarefa.

IMPORTANTE: RELACIONAMENTO e ENGAJAMENTO são vendas disfarçadas.

2. PRECISAMOS VENDER! E RÁPIDO!

Nesta situação de crise, é bem provável que as vendas de maior valor agregado ou que necessitem de um aporte financeiro maior fiquem para o segundo momento. Aqui devemos pensar em volume de vendas de produtos/serviços de saída rápida.

Anuncie produtos e serviços que você acredita que despertarão mais interesse hoje e que você veja possibilidades de fechamento em maior quantidade.

Uma dica importante é: desmembre serviços em partes e ofereça as etapas do seu trabalho de forma separada. Um possível cliente seu também precisa estar preparado para sair na frente da concorrência quando a turbulência passar. E a principal forma é antecipando o comportamento do mercado e planejando com antecedência as próximas ações comerciais.

Gostou das dicas? Aproveite e leia nosso texto sobre como gerar relacionamento e aproximação com os seus clientes neste momento de crise do coronavírus.


Você também pode gostar

Construindo um site: o que você precisa saber para criar o da sua empresa

Qual é o objetivo do site? A que ele se propõe? Ao definir a proposta do site, você e a agência contratada poderão nortear de forma mais certeira qual tipo de projeto deverá ser realizado.

Leia Mais

Reuniões on-line: 9 aplicativos para otimizar suas apresentações

Diante da necessidade do isolamento social, muitos setores do mundo corporativo precisaram adotar a prática do trabalho em casa – o famoso home office já executado por muitos – para o seguimento das atividades. No Brasil, boa parte dos profissionais utilizam o WhatsApp e os seus grupos como principais formas de comunicação entre diferentes equipes […]

Leia Mais